A criação da Injeção Eletrônica foi necessária para diminuir a emissão de gases poluentes vinda dos automóveis. Mas além disso, ele oferece outros benefícios, confira agora.

A Injeção Eletrônica foi a solução encontrada pelas montadoras para atender as medidas estabelecidas por lei que limitam a emissão de gases na atmosfera. Além disso, com a evolução do mercado automotivo, os motores de antigamente não estavam mais suprindo as demandas em quesitos como economia de combustível e potência. Ela passou então a assumir o lugar do antigo carburador.

O sistema chegou ao Brasil em 1988 e atualmente é obrigatório que todos os veículos sejam fabricados com a injeção eletrônica.

A principal função da injeção eletrônica

O objetivo principal do sistema de injeção eletrônica é reduzir a emissão de gases poluentes. Isso é realizado através da combinação exata de combustível e ar em todas as faixas de rotação, o que acarreta em um melhor rendimento, eficiência na condução e melhor desempenho.

Outra função do sistema é controlar o tempo de ignição e a marcha lenta.

injeção eletrônica

Entenda o funcionamento do sistema

Há duas versões desse sistema, um mais simples e menos complexo, que a versão analógica e um mais moderno, o digital, que permite atualizações de software, pois conta com uma central de processamento parecida com um computador.

Existe também uma variação com relação ao número de válvulas disponíveis dependendo do veículo. A single point, que conta com apenas uma válvula injetora de combustível e a multipoint, que possui mais de uma válvula injetora e a mais usada atualmente.

Esse conjunto é perfeitamente constituído pelos atuadores, sensores e pela central de informações.

Basicamente os sensores são responsáveis por identificar a condição do veículo, os atuadores atuam fazendo as correções necessárias, garantindo um melhor desempenho.

A central de informações, também chamada de unidade de comando, gerencia o funcionamento do motor, com base nas informações passadas pelos sensores.

Benefícios da Injeção Eletrônica

A invenção da injeção eletrônica veio acompanhada de uma grande revolução e muitos benefícios, entre eles:

  • Economia de combustível;
  • Melhor rendimento do motor;
  • Partidas mais rápidas e;
  • Menor emissão de gases nocivos.

injeção eletrônica

Sinais de falha no sistema

O sinal mais comum de falha no sistema de injeção eletrônica é a luz acesa no painel, mas além disso é possível que outros fatores indiquem problemas. Entre eles estão:

  • Maior consumo de combustível;
  • Dificuldade ao dar partida e;
  • Perda de potência.

Os problemas podem ser causados por vários motivos, entre eles o acumulo de impurezas e combustíveis de má qualidade.

Quando há pane nos sensores a memória do sistema armazena e registra a falha, dessa forma um valor médio é usado para que o automóvel continue funcionando. Porém, esse valor pode não ser suficiente e preciso. Nesse caso a luz do painel acende e é extremamente importante levar o carro ao especialista o mais rápido possível.

injeção eletrônica

Um dos cuidados que pode minimizar o risco de problemas na injeção eletrônica é abastecer com combustíveis aditivados, pois eles atuam na limpeza e conservação dos componentes do sistema. Abastecer em locais confiáveis também é imprescindível, afinal combustíveis adulterados danificam o conjunto.

Se você gostou da leitura, não deixe de acessar nosso blog e acompanhar as dicas sobre automóveis que postamos semanalmente.