Troca de Óleo. Entenda a importância!

Para evitar gastos desnecessários, é importante trocar o óleo do carro no tempo certo. E utilizar o óleo específico para o seu carro

Realizar a troca de óleo seguindo as recomendações do fabricante é fundamental para o bom funcionamento do veículo. A principal função do óleo é evitar o atrito entre as peças do motor e consequentemente o desgaste delas. A falta dessa lubrificação pode até mesmo travar o motor.

Além disso, ele também mantém a temperatura do motor e, proporciona limpeza a peça, eliminando a sujeira gerada pela combustão e vedando para que nada entre no motor e contamine todo o sistema.

Tanto a maioria dos fabricantes de automóvel, quanto os de óleo, recomendam que a troca seja realizada a cada 10 mil quilômetros rodados ou 12 meses, o que vencer primeiro. É fundamental que você cheque o manual do carro.

Também devemos nos atentar ao filtro de óleo, que tem como função eliminar partículas de metal que são geradas pela fricção das peças do motor.

Antigamente o recomendado era trocar o filtro a cada duas ou três trocas de óleo, mas atualmente as principais montadoras recomendam que ele seja trocado sempre em todas as trocas de óleo.

Agora que você já entendeu a importância que o óleo lubrificante tem para o seu carro, vamos a parte mais específica e técnica deste item.

O óleo que o seu amigo utiliza no automóvel dele, nem sempre é o mesmo recomendado para o seu, afinal existem óleos específicos para cada carro.

É importante levar em consideração a quantidade, a periodicidade de troca, o modelo do carro, a marca e seu ano de fabricação.

Todas essas informações você encontra no manual no automóvel, mas saiba que nosso time de especialistas está pronto para te atender caso você tenha alguma dúvidas.

Troca de Óleo - Bono Pneus

Óleo Mineral, Sintético ou Semissintético?

Atualmente o mercado conta com três tipos distintos de óleo, é normal que algumas pessoas não saibam a diferença entre eles. Vamos falar brevemente sobre cada um, para que você entenda cada vez mais sobre o assunto. Confira:

  • Óleo Mineral: O Óleo Lubrificante Mineral é derivado de óleos básicos, obtidos do processo convencional de refino de petróleo e aditivos. Geralmente ele atende as demandas de veículos mais antigos, é o mais comum no mercado e possui o menor preço.
  • Óleo Sintético: O Óleo Lubrificante Sintético é derivado de óleos básicos, obtidos através de processos mais modernos de refino ou processos petroquímicos e aditivos. Esse tipo de óleo lubrificante é o mais desenvolvido, o que apresenta melhor relação custo/benefício, responde melhor aos carros mais modernos do mercado e tem alta durabilidade.
  • Óleo Semissintético: Produzido a partir da combinação de óleos básicos minerais e sintéticos, o óleo lubrificante semissintético reúne as melhores propriedades de cada tipo de óleo, o que torna seu preço e durabilidade intermediários, performando muito bem juntos aos motores que temos no mercado.

Troca de Óleo - Bono PneusClassificação SAE de Viscosidade. Saiba o que é!

Você já deve ter reparado que todo óleo lubrificante possui uma sigla formada por números junto à uma letra, como por exemplo “15w30 e 5w40”. Isso nada mais é do que a Classificação SAE de Viscosidade.

Cada veículo necessita de uma viscosidade de óleo específica, dependendo do tipo de motor, quilometragem, uso e temperatura do ambiente.

O primeiro número mais a letra W, indica a viscosidade do óleo em baixas temperaturas (quando o motor ainda está em repouso).

O segundo número indica a viscosidade do óleo à 100°C (quando o veículo está em movimento).

São várias as especificações de um óleo lubrificante, né? Por esse motivo não dá para usar o “achômetro” na hora de escolher, ou então a durabilidade e o desempenho do motor poderão ser comprometidos.

É muito importante que você leve a troca de óleo a sério, só assim você evita manutenções desnecessárias e gastos maiores, causados por esse descuido.

Além disso, é muito importante que você conte sempre com um especialista para realizar este serviço.